quinta-feira, agosto 21, 2014

DO DIÁRIO DE ANTÓNIO RODRIGUES-18







XVIII

Procurar
nas raízes profundas das palavras
lugares esquecidos
estranhos habitantes
de sílabas apagadas
para que palavras gastas
possam rejuvenescer
e tragam consigo
um sopro de cor
para festejar
o lento respirar do poema.




Sem comentários: